sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Respondendo ao gargarejo do Sr. Aníbal, de Boliqueime, Rui Machete diz que embarque forçado de clandestinos da Guiné se insere nos deveres normais da rede de tráfico mundial de droga, órgãos e seres humanos, na qual Portugal se insere, e que não tenciona imitar o exemplo da demissão do seu homólogo guineense, apenas garantindo que futuros casos análogos deverão ser, tendencialmente, "mais discretos"

2 Responses so far.

  1. Vem aí a TAP-Air Luxor :-)

  2. Portugal, colónia das redes de tráfico mundial.
    Os militares chamam-lhe Soberania Nacional.
    Nós também

Leave a Reply

Venho, enquanto adulto, exercer aqui o meu direito de cidadania, e participar no espírito construtivo deste espaço, que é o de tornar melhor a vida dos cidadãos da Aldeia Global. Penso, logo, participo

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

 
 

Blogger news

Blog Archive