domingo, 20 de setembro de 2015

adeus verão

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

Quando as andorinhas partiram entristeceu-se. Se não fosse sapo teria sentido um arrepio, assim escondeu-se e deixou os olhos de fora, um pouco mais aguados apenas. O lago pareceu-lhe demasiado pequeno ou então fora ele que crescera, ele e o outro refletido na superfície espelhada.
Talvez apanhe a próxima folha e vá viajar.


3 Responses so far.

  1. Vou apanhar a próxima folha e viajar, cruzar o mundo indefinidamente, em busca dos perpétuos verões, e todas as vezes que não parto fisicamente viajo no interior

  2. says:

    Dois sapos a acasalar... ao que chegámos... até o vaivém foi desenhado...

 
 

Blogger news

Blog Archive