sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Diário da Guerra - Aníbal de Boliqueime, apesar de discretamente aconselhado a moderar, nos últimos meses da sua longa agonia, estas palhaçadas, insiste em medalhar vagalmente o Eanes, um “homem de liberdade e de coragem”, que "sabe amar e que sabe rir", como São Balaguer de Escrivá, cujos dinheiros permitiram este miserável pântano, em plena Democracia

Leave a Reply

Venho, enquanto adulto, exercer aqui o meu direito de cidadania, e participar no espírito construtivo deste espaço, que é o de tornar melhor a vida dos cidadãos da Aldeia Global. Penso, logo, participo

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

 
 

Blogger news

Blog Archive