domingo, 29 de janeiro de 2017

litania II

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

Ainda não o grito das andorinhas. Ainda assim cantam os pássaros na madrugada. Por ora os jarros invasores e as azedas dos campos, as flores de pessegueiro, os rebentos das ameixoeiras e o cheiro a húmus e a terra molhada.
Sonha o urso e o seu coração pulsa a vaguear superfíciesgeladas. A compassar binários, a imaginar ursas maiores, enroscados um urso, dois ursos e o firmamento azul tão escuro. 
Dizem os mitos que é o homem do gelo quando sai à caça e veste essa outra pele quente assente nas patas traseiras, mas dorme ainda o urso e assim cantam os pássaros.
 
 

Blogger news

Blog Archive