quinta-feira, 16 de março de 2017

Diário do Mark Rutte - Suicídio do Carlos, com a caçadeira familiar, no BPI da Rua Brancaamp, é um alerta vermelho para a degradação geral das condições de trabalho nos bancários a soldo dos caciques locais portugueses. Ai, eles aguentam, aguentam, pois não aguentam, não aguentam, não, e quando se matam é para chamar a atenção aos outros, de quanto custa passar de uma secretária com computador e tarefas, para uma cadeira exposta, no meio do corredor, enquanto os donos do BPI, o António Domingues, o Rui Vilar, o Tiago Ravara e o Leitão, entre outros, são sondados para ir arruinar o que resta da CGD, e entretanto são apanhados com as calças na mão. Olha que belo enredo, e que resumo tão curto do País da Geringonça, não?...

One Response so far.

  1. Os "suicidados" do sistema financeiro são cada mais, e a multidão dos suicídios é cada vez mais abafada. Não cai bem, preferem os dois gémeos do cretino Cristiano Ronaldo, que se reproduz sem mulheres...

 
 

Blogger news

Blog Archive