quarta-feira, 21 de junho de 2017

Diário do fim da "Geringonça" - Voltaram as requisições civis de professores. A moda foi inaugurada por uma asquerosa "pós-anarquista", de baldes de água fria da Casa Pia, Lourdes Rodrigues, cujo patrão acabou na prisão, e ela devia ter acabado também. Parece que continua a não haver coragem para atirar as ideias da Lourdes definitivamente para o lixo, e continuam. Entretanto, o Exame de Português já circulava pelo Facebook e pelo WhatsApp. A palavra passe era, se sair no poema "construi" em vez de "constrói" é por que é mesmo o exame que o pessoal te vendeu (falta a segunda tranche de bitcoins, deposita logo, mano, senão ficas com o iphone todo fodido). Paga, copia e entrega, e estás safo. E saiu mesmo :-)

One Response so far.

  1. "Ó malta, falei com uma amiga minha cuja explicadora é presidente do sindicato de professores, uma comuna, e diz que ela precisa mesmo, mesmo, mesmo e só de estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive. E pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória..."

    A notícia tem uma assinatura tão extraordinariamente PSD que não deve ser PSD, mas a fação do Mário Nogueira, a dar o empurrãozinho, para ver se o ministro vai abaixo e é substituído pelo ministro Mário Nogueira.

 
 

Blogger news

Blog Archive