domingo, 19 de novembro de 2017

a rã a cantar num bote verde-folha

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

Este inverno não hiberno, coaxou a rã. Não durmo, não tenho sono, tornou a coaxar a rã. As canas de água dançaram com o vento e ao longe, um rapaz assobiou. A rã apanhou duas folhas soltas e, num impulso, foi viajar.

One Response so far.

  1. Diz ao rapaz do assobio
    para me avisar
    quando a rã voltar...
    (conheço a viagem, de passagem)

 
 

Blogger news

Blog Archive