domingo, 13 de julho de 2014

praia-mar

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas


Num momento qualquer, sentiu saudades de casa. Pegou na concha, encostou-a ao ouvido e disse, quem fala? A maré encheu-se de riso.

5 Responses so far.

  1. A Manuela escreve coisas tão bonitas e eu estou condenada a responder a pessoas que vivem fechadas nos seus pequenos infernos :-*

  2. .

    .

    . a Manuela Baptista . até o inferno (des)creveria como um lugar quente . sim . :) . mas amplamente feliz .

    .

    .

  3. A Manuela BaPtista um dia destes ainda é posta aqui com um consultório sentimental pior do que a Lola Chupa.

    A cunhada da Laura "Bouche" quer fazer para a SIC uma coisa sobre parafilias, mas acho que queria um coisa que fosse muito para lá de sexo com mortos, sei lá... olha, nem sei por que desabafei isto agora aqui, mas é por que o conto é lindo, não é a "Justine" de Sade, mas também não era para ser, e lá vamos nós para a "Silly Season", trabalhar para o bronze, "drinks", "dranks" und "drunks", e caipiroskas.

    Kisses :-*

  4. Só falta aqui a Jacintinha Marto, para fazer de Submissa, mas lá virá: de aqui a três anos é o centenário do Rap do Solzinho, também conhecido pelo Tango da Cova da Iria. Para dançar aquele tango foram precisos três, qual deles mais atrasado mental do que anterior,
    ya, bum, ka bum, ttchu, bum,
    curtes meu?... :-)

 
 

Blogger news

Blog Archive