quarta-feira, 19 de julho de 2017

Diário do fim da Geringonça - As perninhas do Pawel Poljanski estão assim, depois de duas semanas de Volta à França, e de meses de "dopping". Como uma imagem vale mais do que mil palavras, as perninhas do Pawel Poljanski são um sério convite ao Desporto, leia-se "dopping", e devem ser exemplo para os mais novos, já que as perninhas do Pawel Poljanski até parecem as perninhas de septuagenário Cristiano Ronaldo, e puseram muita gente a sonhar. Muita gente que sonha, como a Constança Urbano de Sousa, que diz que tem as perninhas dela neste estado, depois de andar, há um mês, a chorar, ajoelhada, noite fora, pelos 64 mortos, e mais aquele que aí vem, que foi levado para España para um transplante de pele, para evitar que morra já, e só morra discretamente durante o mês de agosto, quando os mirones portugueses da TVI e da CMTV estiverem todos nas praias suburbanas e easyjet do ALLgarve, a comer hambúrgueres por preços que nem na Europa civilizada, e não derem pela morte, que vai tornar a Constança Urbano de Sousa em madrinha, não de 64, mas de 65 mortos, do Pedrógão Grande. E eu sei por que estão a perguntar por que é que ela ainda não se demitiu, e nós, Braganza Mothers, respondemos: a Constança Urbano de Sousa ainda não se demitiu, por que acha que uma ministra, que chora todas as noites, ajoelhada, pelos mortos e desfigurados do Pedrógão, vale mais do que uma ex ministra que chorasse todas as noites, ajoelhada até ao fim dos seus dias, ao ponto de ficar com as perninhas no mesmo estado das perninhas do Pawel Poljanski, ao chorar todas as noites pelos mortos e desfigurados de que foi madrinha. E a Constança Urbano de Sousa até é capaz de ter razão, mas só o tempo e as lágrimas o dirão. Quanto ao resto, tá-se bem...

 
 

Blogger news

Blog Archive