sexta-feira, 29 de junho de 2018

Pronto, já está: as redes de tráfico humano, a operar a partir do Magreb e da África Subsaariana já têm luz verde para continuar a trabalhar, e até devem aumentar a sua intervenção. No final do percurso, que se espera curto, o tráfico humano será despejado em diversas quarteiras do sul da Europa. Sim, a coisa vai continuar a pesar nos bolsos do contribuinte europeu, e vai custar ainda mais aos traficados. Fonte próxima do facínora Vítor Constâncio, do Banco Central Europeu, prevê, com esta decisão, um aumento de 3000% dos custos de vir com uma corrente no pescoço do Mali até às costas de Tripoli. As pretas com sete filhos às costas, no entanto, que não se preocupem, por que está previsto os traficantes aceitarem pagamentos com o corpo, e depois de a dívida ser paga com o corpo, a preocupação até vai baixar, por que existe a cláusula oculta de, depois de a dívida ser paga com o corpo, o corpo poder ficar tranquilamente a boiar no mar, ao largo da ilha de Malta. E se o corpo não chegar para pagar o serviço de ser traficado, os gestores da coisa aceitam pagamentos na forma do corpo inteiro do pretinho, a ser levado em palmas a um qualquer franco carlucci de East Upper Side, ou um pagamento rápido através dos órgãos dos filhos da preta. Sim, isto é um luxo, e se isto não é luxo, então onde é que está o luxo, hein?... Um luxo, numa Europa do lixo... :-!

One Response so far.

  1. Rui Tavares, do "Livre", já está disponível para abrir a porta da sua casa a duas pretas, cada uma com sete pretinhos às costas. Não fica é com os pretos, que vão para casa da Ana Drago, que bem precisa :-)

 
 

Blogger news

Blog Archive<