sábado, 15 de fevereiro de 2014

Correio da Lola - "O meu marido foi para os Jogos de Sochi, e nunca mais voltou..."


Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

Querida Lola:

O meu marido foi assistir aos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, e nunca mais me disse nada. Tenho imenso medo de que a Mafia Russa o tenha apanhado. Se o vir, diga-lhe que a Ana, o Gonçalo e o Dinis estão muito preocupados com ele. Ai, eu nem dormir consigo...

Ana Galvão, Alpiarça

Querida Ana:

Percebo a preocupação com o seu marido, e não deve ser a única. Aquele lugar é único, subtropical, e deve estar cheio de putas, ávidas de receber turistas, para garantir o fluxo sexual da Rússia. Eu não queria entrar já a matar, mas falou-me na sua Ana, no seu Gonçalo e no seu Dinis... Ora, isso faz, 1, 2, e... e... e... 3... O que quer dizer que o seu marido é casado e pai de três filhos... Olhe, querida, deixe para lá, foi só um mau pensamento que me veio à cabeça... Sobre Sochi, acho que há enormes motivos de preocupação, porque aquilo é um buraco só comparável com a história dos estádios do Euro 2004, do BPN, e dos Olhó, Miró, enfim, todos, ou quase todos, os elefantes brancos do nosso quotidiano, passado, presente e futuro. Parece que investiram uma fortuna, para branquear capitais, dizendo que era para a segurança, ora, segurança para uma coisa vazia, benzó-deus... Aquilo é mas é um masturbatório putiniano, para as alegrias das ejaculações precoces. Agora, querida, o ISCTE, da "Dona Coisinha", vai ter de estudar bem o fenómeno sociológico que ali se deu, porque me constou que foi muito complicado: com aquela história da homofobia, toda a gente ficou a pensar que não entravam ali bichas. Resultado, foi um pouco como os derbies Porto-Benfica: as gulosas ficam todas cá fora, em matilha, à espera de eles virem doidos, cheios de cerveja e a transpirar, lá de dentro, para lhes vazarem os colhões nas bocas e cus da servidão, mas depois... depois... depois, é sempre maior a oferta do que a procura, e, como conta a Laura "Bouche", às vezes até acabam, bichas atrás de bichas, a fazer a dança do pássaro maravilha, às 3 da manhã, defronte do Lago do Campo Grande... Vidas. Parece que em Sochi aconteceu o mesmo: correu o boato de que não ia haver passivas, só homens, de maneira que as paneleiras compraram todas bilhetes e invadiram aquilo!...  Quer-se mijar, e há logo uma boca inglesa que se estende, pensando que é um russo, mas acaba a mamar um escocês!... Não há um só homem que se veja, é tipo aqueles cães que andam a tentar morder a própria cauda: parece o Chiado em dia de "Moda Lisboa", e as fufas, virje maria, ainda fizeram pior: nas camaratas é um abocanhar a noite toda, às vezes, é vê-las a lançar bolas de neve peso, quantas delas com a rata ainda a pingar sangue, de terem sido abocanhadas a noite toda pelas colegas... Um horror. Os homens, enfim, as bichas que lá estão a fazer-se umas às outras, vale tudo: cem homens bruços, gelados, enfiamento do dardo, e salto anal à vara. Tudo, menos Jogos Olímpicos. No fundo, eu acho que era isso mesmo que o Putin queria, um pretexto mundial para lavar branco de neve tudo o que era dinheiro sujo, e o resto... o resto?... não havia resto. Eu adoro Sochi. Tenho um general, que já foi do ex KGB, completamente passivo, que me convidou um fim de semana para lá, para ser humilhado, a olhar para o Mar Negro. Aquela zona tem tradição: é a Cólquida, e foi lá que Jasão foi com os Argonautas, enquanto se faziam uns aos outros na jangada, para roubar o Tosão de Ouro, com ele todo entalado. Desta vez, são os jogos do tesão de ouro. Há quem chame àquilo Solchi-ado, e quanto ao seu marido, enfim, para não ser muito repetitiva, conte bem o número dos seus filhos, e depois do que eu lhe disse, tente imaginar em que posição ele não estará a esta hora, fuso horário e gel incluído... Lamento, mas é a vida. Kisses, meu amor.

One Response so far.

  1. Ó Ana Galvão, vê lá bem o cromossoma Xq28 do teu marido, e vê lá se a tua cona não parece mesmo um cu com o elástico rebentado.
    Eu estou em Sochi, a "aviar".
    Não temos bocas a medir :-))

 
 

Blogger news

Blog Archive