segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"Du Côté de Chez Swann" - o centenário da (in)completa publicação do maior romancista do séc. XX, Marcel Proust


Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

Marcel Proust, no empíreo da criação artística

2 Responses so far.

  1. Se houve alguém que conseguiu divagar pela infinituda do nosso exterior, e do nosso interior, foi Proust, eventualmente, não nas caves mais recônditas de Dostoievksy, nem no sentido mozartiano de Shakespeare, mas a grandeza é uma coisa inexplicável, embora, como dissesse o outro, felizmente há grandeza.

    Um feliz centenário da obra central das minhas leituras, que convosco partilho :-)

  2. uma madalena a mergulhar no chá

    felizmente há tanta grandeza ainda

 
 

Blogger news

Blog Archive