quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Yanis Varoufakis manda email pessoal, íntimo, lindíssimo e comovedor, à sua homóloga portuguesa, Maria Luís Albuquerque, dizendo que compreende a enorme dor e os estragos que a austeridade também provocou nela, e que, mal a Grécia obtenha um novo fôlego entre as nações civilizadas, lhe oferecerá um frasco de champô de boa marca, para evitar que ela ande naquele sabão amarelo, de quinze em quinze dias

3 Responses so far.

  1. Não sei por quê, mas acho que o fazia...

  2. Afonso says:

    Eu não pensaria duas vezes... se este grego for como os de há 2000 anos certamente que adoraria caçar-me... ainda na casa dos 20 com o rabinho rijo do ginásio e o corpinho magro com tudo no sítio... quem me dera ter o grego como daddy ;)

    Nunca nenhum político me excitou mas este Varoufakis... que loucura de homem!

Leave a Reply

Venho, enquanto adulto, exercer aqui o meu direito de cidadania, e participar no espírito construtivo deste espaço, que é o de tornar melhor a vida dos cidadãos da Aldeia Global. Penso, logo, participo

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

 
 

Blogger news

Blog Archive