domingo, 18 de outubro de 2015

egretta garzetta

Neste blogue praticam-se a Liberdade e o Direito de Expressão próprios das Sociedades Avançadas

Às quinze horas e quarenta e cinco minutos o vento abrandou. Se fosse barco amainava e recolhia as velas brancas como ela e as pessoas diriam, olha, vai ali um barco tosco de uma vela só. Mas não era. Assim, equilibrou-se num ramo e foi rio abaixo até ao mar. Protegeu-a dos tubarões, a senhora dos navegantes. E de todo aquele lixo que flutua após a tempestade.



2 Responses so far.

  1. Esses restos do mar são também sonhadores. Num momento dado, vão-se tornando menores, e desaparecendo. Num tempo extenso, olharemos para eles como areia

  2. says:

    A combinação perfeita: uma e.gretta e uma ganzetta para terminar como vedeta o fim de semana que foi uma treta!

    "Calma Jeremias, faltam 25 dias!!!"

 
 

Blogger news

Blog Archive